LATAM Cargo_May
LATAM Cargo_May

PELA PRIMEIRA VEZ, A UNIDADE DE CARGAS DO GRUPO LATAM AIRLINES LIGAÇÃO DIRETA ENTRE A EUROPA E OS ESTADOS UNIDOS, EXPANDIDOS OS MERCADOS ATENDIDOS

Maio de 2020. - Para enfrentar os efeitos causados pela pandemia da COVID-19 no setor de transporte aéreo com ao fechamento das fronteiras em diversos países restringindo diversos voos, a unidade de cargas do Grupo LATAM, LATAM Cargo, realizou várias alterações em seus itinerários, e operações, com o objetivo de aumentar sua capacidade no transporte de carga minimizando o impacto causado pelas restrições nos voos operados com aeronaves de passageiros.

Alinhado a essa estratégia, a unidade de cargas implementou pela primeira vez uma rota direta de carga da Europa para a América do Norte, oferecendo novas alternativas para atender seus clientes e mais mercados.

A nova rota Frankfurt (Alemanha) a Miami (EUA) será operada duas vezes por semana, com o objetivo de transportar produtos farmacêuticos, autopeças e eletrônicos entre outros. Ao mesmo tempo, incentivará o transporte de produtos europeus conectando novos destinos sul-americanos das cidades de Lima (Peru), Bogotá (Colômbia) e Buenos Aires (Argentina) através de aeronaves cargueiras via Miami.

Desta forma, a unidade de cargas do Grupo Latam Airlines, oferecerá aos seus clientes maior capacidade para exportar produtos da América do Sul para a Europa, beneficiando principalmente o transporte de mercadorias perecíveis como por exemplo flores.

Após essa implementação, a LATAM Cargo passa de sete para nove frequências semanais entre Europa e América, duplicando sua capacidade em relação ao itinerário anterior à pandemia.  Outras sete frequências para a Europa são oferecidas pela rota Quito (Equador) – Miami (EUA) – Amsterdã (Holanda). Dessa forma, Amsterdã se posiciona como a principal porta de entrada para o continente europeu aos exportadores de mercadorias perecíveis na América Latina (Chile, Peru, Equador, Guatemala e Brasil). A porta de entrada para essas sete frequências será a cidade de Frankfurt (Alemanha), finalizadas na América Latina, posicionando a cidade como também a principal saída para suprimentos médicos, eletrônicos, autopeças e carga geral, entre outros tipos de mercadorias destinadas à América Latina.

Outras medidas adotadas pela LATAM Cargo

Nos últimos dois meses, devido a pandemia  causada pela da Covid-19, a unidade de cargas do Grupo LATAM Airlines fez uma série de modificações em seus itinerários, e operações, para minimizar os impactos em consequência a ausência dos s voos operados em aeronaves de passageiros aos clientes de cargas..

Uma das medidas mais robusta consistiu em quintuplicar a capacidade de carga entre  as cidades de Santiago (Chile) e Miami (EUA), passando de 6 para 31 frequências semanais, a atendendo os exportadores de salmão – uma das principais indústrias do Chile. A unidade de cargas também inaugurou a rota Santiago (Chile) – Los Angeles (EUA) para transporte de carga. Los Angeles é uma cidade com localização estratégica para o salmão, servindo como um centro de conexão para chegar ao continente asiático. Além disso, acrescentaram a rota Cidade do México (México) – Lima (Peru) – Santiago (Chile), beneficiando o transporte de produtos de tecnologia, peças de reposição e insumos de saúde para a América do Sul; permitindo um aumento de 15% na capacidade entre Miami e a América do Sul aumentando a conectividade, passando de 23 para 26frequências.

Em relação à sua operação, a unidade de cargas passa a operar em aeronaves de passageiros adaptadas exclusivamente para o transporte de cargas regularmente. Isso ocorre em rotas internacionais e domésticas utilizando os modelos de aeronaves B777, B787, B767, A320 e A321. Em alguns casos, os as poltronas de passageiros são utilizadas para aumentar a capacidade de transporte de carga nessas aeronaves. Por meio dessa estratégia, a LATAM Cargo complementa a capacidade oferecida por sua frota de carga exclusiva, composta por 11 B767Fs